Receita libera consulta a 1º lote de restituições do IR 2019 nesta segunda

Neste grupo, estarão incluídos 2.573.186 contribuintes, cujas devoluções estarão disponíveis para saque nos bancos no dia 17

A Receita Federal vai abrir a consulta ao primeiro lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2019 às 9h da próxima segunda-feira, dia 10 de junho. Neste grupo, estarão incluídos 2.573.186 contribuintes, cujas devoluções estarão disponíveis para saque nos bancos no dia 17, totalizando R$ 5,1 bilhões. Para a consulta, bastará acessar o site da Receita ou ligar para 146, informando o número do CPF. Neste rol também estarão incluídas restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018. Entre os beneficiários, estarão 245.552 contribuintes idosos acima de 80 anos, 2.174.038 pessoas entre 60 e 79 anos e 153.596 cidadãos com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave. Essas pessoas têm prioridade de recebimento garantida por lei. A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerer a liberação por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou procurar diretamente o e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF. Caso o contribuinte esteja incluído neste lote, mas o dinheiro não seja creditado na conta indicada por ele na sua declaração de ajuste anual, será necessário procurar uma agência do Banco do Brasil (BB) ou ligar para a central de atendimento — 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) ou 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) —, a fim de agendar o crédito em conta-corrente ou caderneta de poupança de seu interesse, em qualquer outra instituição financeira. Caso o contribuinte tenha caído na malha fina, é possível consultar a página da Receita Federal, no serviço e-CAC, e acessar o extrato da declaração de IR. Assim, o interessado pode verificar as inconsistências de dados identificadas pelo processamento do Fisco e regularizar sua situação, com a entrega de uma declaração retificadora.

Acompanhe o blog Japi na web pelo fecebookinstagram

Esta entrada foi publicada em Economia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *