Paula pode pegar até 3 anos de prisão por comportamento racista no BBB 19

Sister terá que apresentar sua versão dos fatos analisados pela Justiça

Foto: Reprodução/TV Globo

Paula poderá ter sérios problemas com a Justiça por conta de seu comportamento racista e preconceituoso dentro da casa do Big Brother Brasil 19. O delegado Gilbert Stivanello, titular da Delegacia de Combate a Crimes de Racismo e Intolerância do Rio de Janeiro, revelou ao Portal Uol, nesta sexta-feira (05), que há um procedimento instaurado contra ela após os comentários ofensivos à religião de Rodrigo. O brother, que é negro, relatou em depoimento que se sentiu humilhado com as declarações da colega durante o confinamento.

“Trata-se de injúria por preconceito alusivo à religião “, disse ele à publicação, afirmando que a pena para o crime de injúria por preconceito varia de um a três anos de reclusão e multa: “Há outros institutos processuais alternativos aplicáveis que podem evitar a imposição de pena de prisão (reclusão)”.

O delegado disse ainda que Paula, após deixar a casa do BBB, terá que apresentar a versão dela dos fatos analisados pela Justiça. “Se for concluído que ela tinha o intuito ou sabia da possibilidade de ofender com sua fala, poderá ser indiciada e o Inquérito será relatado e enviado à Justiça Comum. Não cabe Juizado Especial pois a alusão à religião agrava o delito”, disse Gilbert, afirmando que Paula sairá do confinamento direto para a delegacia, onde será ouvida.

A temporada do reality show da Globo terá sua grande final no dia 12 de abril.

Acompanhe o Blog Japi na Web pelo Facebook Aqui

Esta entrada foi publicada em Entretenimento. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *