Jorge Jesus é denunciado no STJD e pode pegar 12 jogos

Treinador por declarações ofensivas contra a arbitragem

O Flamengo e o técnico Jorge Jesus serão julgados na próxima quinta-feira, dia 23, por infrações na partida contra o Athletico, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. O clube foi denunciado pela Procuradoria da Justiça Desportiva por conta do atraso da equipe na volta do intervalo, enquanto o treinador por declarações ofensivas contra a equipe de arbitragem e conduta contrária à disciplina. A sessão da Quinta Comissão Disciplinar acontecerá às 15h30.

O Flamengo venceu o Athletico por 2 a 0, na Arena da Baixada, no último dia 13. As reclamações do técnico Jorge Jesus aconteceram por conta de um pênalti não marcado em Lucas Silva, após o árbitro Bráulio Machado da Silva marcar a falta, mas voltar atrás após revisão no VAR.

De acordo com a Procuradoria o clube carioca cometeu infração ao artigo 191, inciso III por descumprir o inciso XV do artigo 7 do RGC 2019.

Já o técnico Jorge Jesus foi denunciado por dupla infração: Ofender a arbitragem descrita no artigo 243-F e assumir conduta contrária à disciplina ou ética desportiva no artigo 258, ambos do CBJD.

A denúncia contra o Mister aconteceu após recebimento de Notícia de Infração proposta pela ANAF – Associação Nacional dos Árbitros de Futebol destacando as declarações ofensivas concedidas pelo treinador em entrevista após a partida. No entendimento da ANAF as palavras atingem a honra, dignidade, injúria, agravo, ultraje e afronta ao árbitro da partida.

“Sabíamos que jogo ia ser difícil pela qualidade do Athletico, pelas condições do sintético, jogo completamente diferente. Já viemos preparados. Não vinha preparado para jogar contra duas equipes, contra o árbitro, mas contra o Atlhetico”, disse o treinador após o jogo, antes de completar:

“Quem toma essas decisões tem que ser penalizado. Não pode tomar uma decisão e nem estar no campo para fazer outras asneiras. Não tem capacidade. Nem sei quem foi, mas não pode andar no VAR. Vai para casa, férias. E para não prejudicar o árbitro, que teve decisão certa, mas foi influenciado pelo VAR. Não pode passar impune. Quando um VAR não tem capacidade com todas as ferramentas que tem, não pode. Não tem capacidade, é como todas as profissões, é para os melhores.”

O Flamengo pode ser multado entre R$ 100 e R$ 100 mil por descumprir o regulamento. Já o técnico corre risco de suspensão por quatro a seis partidas e multa de R$ 100 e R$ 100 mil pela ofensa e suspensão de uma a seis partidas pela conduta antidesportiva.

carto_bem_estarAcompanhe o Japi na web pelo fecebookinstagram

Esta entrada foi publicada em Esporte. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *