Henrique ganha prisão domiciliar, mas segue preso na PM

O ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB) teve sua prisão preventiva convertida em prisão domiciliar, nesta terça-feira (6). O político foi preso por meio da “Operação Manus”, que apura desvio de recursos na construção da Arena das Dunas, em Natal.

O ex-ministro permanecerá na Academia da Polícia Militar do RN, por ter contra ele outro mandado de prisão de outro processo que correm em Brasília/DF. Hoje, o ex- parlamentar completa oito meses preso.

A decisão do juiz Eduardo Guimarães Farias foi tomada em audiência durante esta manhã. O mesmo pedido foi feito pela defesa do ex-deputado Eduardo Cunha, mas foi negado.

Agora, a defesa de Alves fará um pedido de habeas corpus à Justiça no outro caso ao qual ele responde.

O pleito deverá ser julgado na próxima quinta-feira (8).

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *