Ex-ministro Henrique Alves deixa academia da PM em Natal e começa a cumprir prisão domiciliar

Desembargador do DF revogou prisão pela Operação Sépsis e mandou soltar Alves por excesso de prazo. Porém, ele deve ficar em prisão domiciliar por causa de uma outra operação, a Manus.

Ex-ministro Henrique Alves chegou ao apartamento em que mora, na Zona Leste de Natal, pouco depois das 20h (Foto: Ítalo Sales/Inter TV Cabugi)

 O ex-ministro Henrique Eduardo Alves deixou, por volta das 20h desta sexta-feira (4), a Academia de Polícia Militar do Rio Grande do Norte, em Natal. Porém, Alves não foi solto. Agora, ele passa a cumprir prisão domiciliar no apartamento onde mora, em Areia Preta, na Zona Leste da capital potiguar.

Na academia, Alves vinha cumprindo prisão preventiva desde o dia 6 de junho do ano passado, quando foi detido em razão de duas operações: a Sépsis – que é um desdobramento da Lava-jato e investiga suposto esquema de propinas envolvendo financiamentos do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), administrado pela Caixa; e a Manus – que apura desvio de recursos na construção da Arena das Dunas.

Ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves foi preso no dia 6 de junho de 2017 em um apartamento no bairro de Areia Preta, na Zona Leste de Natal (Foto: Frankie Marcone/Futura Press/Estadão Conteúdo)Ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves foi preso no dia 6 de junho de 2017 em um apartamento no bairro de Areia Preta, na Zona Leste de Natal (Foto: Frankie Marcone/Futura Press/Estadão Conteúdo)
Esta entrada foi publicada em Justiça. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *