Em vídeo, Lula diz não ter medo do que está por vir

Em um vídeo de animação gravado enquanto estava encastelado no Sindicato dos Metalúrgicos em São bernardo do Campo, o ex-presidente Lula (PT) afirma que não tem medo do que está por vir. Com pouco mais de dois minutos de duração, o filme conta a trajetória Lula desde que saiu de Pernambuco até chegar à Presidência. “Eu já fui preso uma vez, minha vida foi toda revirada, minha família foi perseguida e perdi minha eterna companheira. Eu não tenho medo do que está por vir”, diz Lula na locução. O vídeo apresenta ainda uma série de imagens históricas, dentre as quais antigos discursos e fotos de álbum de família. A imagem que se tornou símbolo da campanha de 2002, em que o petista aparece sendo acariciado por um garoto, também é usada no material produzido pelo PT. “Quem me condenou sem provas sabe que sou inocente e que governei com honestidade”. Por fim, ele diz que “jamais poderão aprisionar nossos sonhos”.

Veja vídeo: 

Veja a íntegra da mensagem:

“Meus amigos, minhas amigas, Tenho pensado muito sobre o caminho que nossas vidas tomaram. O futuro, no fim das contas, não parece ser um lugar assim tão distante. Não que a nossa vida tenha sido fácil, longe disso. Sentimos na pele o que passa um povo esquecido, mas sabemos que nenhum fardo é tão pesado que não se possa carregar. Quem sobrevive depois de passar por tanta dificuldade aprende, desde cedo, que a honra é o nosso bem mais valioso. Ao longo do caminho, conheci muita gente que precisava apenas de uma oportunidade para andar com as próprias pernas e construir com dignidade a própria vida. Foi essa ideia de um Brasil mais justo que embalou nossos melhores e mais generosos sonhos. Um país sem fome, com escola, casa e emprego para todos. Olho para trás e vejo que poderíamos ter feito mais. Sempre é possível fazer mais. Mas as oportunidades que criamos num país tão desigual e injusto parecem ainda maiores nos dias difíceis de hoje. Eu já fui preso uma vez, minha vida foi toda revirada, minha família foi perseguida e perdi minha eterna companheira. Eu não tenho medo do que está por vir. Enquanto me restar pelo menos um minuto de vida, esse minuto vai ser para lutar pela dignidade do nosso povo. E defender a nossa honra.

A honra do menino que cruzou o país para vencer a fome e se tornou engraxate. Do adolescente que se tornou um jovem operário. Do homem que se tornou pai e lutou com todas as forças para representar o povo brasileiro. Nas tardes de incerteza da minha juventude nunca imaginei ser possível. Mas foi. Me tornei o presidente do povo brasileiro. Quem me condenou sem provas sabe que sou inocente e que governei com honestidade. Os que nos perseguem podem fazer o que quiserem, mas jamais poderão aprisionar os nossos sonhos.

Um grande beijo com muito carinho do companheiro Lula.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *