Cristo Redentor veste a ‘camisa’ da campanha nacional de vacinação contra a gripe

Dia D da campanha é neste sábado (4). Vacinação contra a gripe vai até o dia 31 de maio. No Estado do Rio, o objetivo é vacinar 4 milhões e 800 mil pessoas

Cristo Redentor ‘veste a camisa’ de movimento pela vacinação — Foto: Reprodução/GloboNews

O Dia D da campanha nacional contra a gripe acontece neste sábado (4) em todo o país.

No Rio de Janeiro, o Cristo Redentor vestiu a “camisa” da campanha e recebeu uma iluminação especial nesta sexta-feira (3), véspera do dia do movimento vacina Brasil.

A campanha de vacinação contra a gripe vai até o dia 31 de maio, mas muita gente ainda não se vacinou. Mais de 36 mil postos de vacinação estarão abertos em todo o país neste sábado.

No Estado do Rio, o objetivo é vacinar 4 milhões e 800 mil pessoas e, para isso, o RJ recebeu mais de cinco milhões de doses da vacina.

Dia D de vacinação da gripe será realizado no sábado (4) — Foto: Divulgação

Segundo dados do Ministério da Saúde, até março deste ano foram notificados 232 casos de influenza e a morte de 50 pessoas no país.

Em 2018, o Estado registrou 233 casos de influenza, com 30 mortes. Em 2019, não ocorreu nenhuma notificação.

Quem pode tomar a vacina?

As pessoas que fazem parte do grupo prioritário devem procurar os postos de saúde para serem vacinadas gratuitamente. São elas:

– Crianças de 6 meses a 5 anos de idade;

– Gestantes; puérperas, isto é, mães que deram à luz há menos de 45 dias;

– Idosos;

– Profissionais de saúde, professores da rede pública ou privada, portadores de doenças crônicas, povos indígenas e pessoas privadas de liberdade.

– Portadores de doenças crônicas (HIV, por exemplo) que fazem acompanhamento pelo SUS também têm direito à vacinação gratuita.

Porém, qualquer pessoa pode tomar a vacina. Quem não faz parte dessas categorias pode adquirir a vacina contra a gripe na rede privada por cerca de R$ 100 a 150.

A única contra-indicação é para pessoas alérgicas a algum componente da vacina, como a clara de ovos, usada na fabricação. Inclusive quem já está doente pode tomar a vacina contra gripe, mas os médicos costumam indicar que a pessoa não tome enquanto tiver febre.

Como age o vírus da gripe?

Na verdade, são vários os tipos, subtipos e linhagens de vírus causadores da gripe. Eles entram no corpo principalmente pelas vias respiratórias. O contato com pessoas doentes e com objetos contaminados são as principais formas de transmissão.

A queda das temperaturas no outono e no inverno tende a aumentar as aglomerações de pessoas em lugares fechados, sem ventilação. Portanto, são maiores também os riscos de pegar a doença.

De acordo com o médico infectologista Dr. Robson Poul Lucas Tiossi, o vírus da gripe ataca as vias respiratórias e pode causar infecções. Por isso, os sintomas comuns são irritações no nariz, na garganta, espirros, febre, dores no corpo e cansaço. O vírus pode também pode provocar infecções mais graves, como nos pulmões (pneumonia).

Como a gripe derruba a imunidade da pessoa doente, pode abrir as portas para bactérias e induzir a um problema ainda mais sério. Em casos extremos, as infecções podem levar à morte.

A vacina realmente me protege?

É muito maior a probabilidade de que a pessoa não desenvolva a gripe após tomar a vacina, mesmo que tenha contato com o vírus.

A vacina permite que o paciente fique imune aos tipos de vírus mais comuns em circulação, sem ter que pegar a doença e, portanto, sem o desconforto dos sintomas. Segundo o Dr. Tiossi, é possível que, se chegar a ficar doente, o paciente adquira uma forma muito mais branda da gripe, pois estará mais resistente. (G1)

Acompanhe o Blog Japi na Web pelo Facebook Aqui

Esta entrada foi publicada em Saúde. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *