Cármen Lúcia diz que não vai se dobrar à pressão no caso da prisão de Lula

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia, disse hoje que não vai aceitar pressão para colocar em votação na Corte a questão da prisão em segunda instância, que interessa à defesa do ex-presidente Lula (PT). Em evento da Folha de S. Paulo, a magistrada foi questionada sobre como lidava com o lobby para revisar a previsão de prisão a partir de decisão da segunda instância, e respondeu que não lida, já que não se submete a pressão. Lula pode ser preso a partir da decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o que pode ocorrer a partir do final deste mês ou em abril. (M1)

Esta entrada foi publicada em Justiça. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *