Calendário de pagamento é “punitivo e excludente”, diz presidente do Sinsp

Fórum Estadual dos Servidores se reuniu nesta terça-feira, 9, e demonstrou insatisfação com o calendário de pagamentos apresentado pela governadora potiguar

O Fórum Estadual dos Servidores Públicos do Rio Grande do Norte, formado por todas as categorias do funcionalismo potiguar, se reuniu nesta terça-feira, 9, e demonstrou insatisfação com o calendário de pagamentos apresentado pela governadora Fátima Bezerra para os meses de julho, agosto e setembro de 2019.

O Fórum já havia demonstrando descontentamento com o calendário através de um ofício protocolado na terça-feira passada, 2, segundo
a presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Direta (SINSP), Janeayre Souto. Para ela, o cronograma não atende às reivindicações da categoria.

“Se trata de um calendário de pagamentos punitivo e excludente. O servidor que recebeu bruto no dia 15 de junho o valor de R$ 4 mil, só vai receber seu salário integral do mês de julho com 45 dias. Além disso, o servidor que recebe o salário de R$ 3 mil e 1 centavo só irá receber 30%”, criticou a sindicalista ao Agora RN.

No próximo dia 13 de agosto, ficou decidido que haverá uma paralisação em todo o Estado em defesa dos serviços e dos servidores públicos. “O Fórum não vai se calar diante do zero ofertado pela governadora para os servidores do Poder Executivo”, garantiu Janeayre.

A reunião desta terça-feira, 9, contou com a participação dos Sindicatos dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta (SINSP), da Administração Indireta (SINAI), da Educação Pública (SINTERN), da Saúde (SINDSAÚDE), dos Agentes Penitenciários (SINDASP), dos Enfermeiros (SINDERN) e dos Auditores Fiscais (SINDIFERN).

carto_bem_estarAcompanhe o blog Japi na web pelo fecebookinstagram

Esta entrada foi publicada em Administração publica. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *