‘Atualização salarial’ de novo governo irrita sindicalistas

Janeayre: não existem dois governos (Foto: arquivo)

Um velho ditado popular começa a emplacar no início do Governo Fátima Bezerra: “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço.”

Integrantes do Fórum Estadual de Servidores Públicos saíram incomodados de reunião nesta segunda-feira (7) para tratar de pagamento de salário em dia e dos salários em atraso no estado.

– O atraso não é da gestão. O atraso é do Governo do Estado. Nós não somos servidores do Governo Robinson, mas do Governo do Estado do RN – vociferou Janeayre Souto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do RN (SINSP/RN), à saída da reunião.

À semana passada, ela já tinha falado em nome dos servidores: “Nós não vamos aceitar o parcelamento de salários”. Mas é justamente o máximo que o Governo Fátima Bezerra oferta até o momento, repetindo a administração Robinson Faria (PSD).

Nota do Blog – Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Ser oposição, com estilingue à mão, é fácil. Administrar essa massa falida, é outra realidade.

O PT e as organizações sindicais atreladas à legenda são historicamente contra “fatiamento” de pagamento salarial e tem repulsa ao discurso de ‘atualização de salário’, ignorando atraso de gestor anterior como acontece em Mossoró desde 2017, com a gestão Rosalba Ciarlini. A propaganda fala em salário em dia, sem ter pago o mês de dezembro de 2016 – débito do governo Francisco José Júnior.

Acompanhe o Blog Japi na Web pelo Facebook Aqui

Esta entrada foi publicada em Administração publica. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *