Após prisão, Planalto estuda retirar de Lula direito a motoristas e seguranças

O governo do presidente Michel Temer estuda a possibilidade de tirar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva o direto de ter seguranças e motoristas pagos pela Presidência da República. De acordo com informações da Folha de S. Paulo, o Palácio do Planalto ainda não tomou uma decisão oficial sobre o assunto, mas a tendência é que os benefícios sejam suspensos. A pedido da Administração da Presidência da República, a Casa Civil já avalia o que Lula pode perder por conta da prisão realizada no último sábado (7). Também é analisada a possibilidade de retirar do ex-presidente os assessores pessoais a que tem direito. No entanto, essa questão ainda não tem consenso dentro do governo federal. (BN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *